Brasil – Adilson Araújo: Em um dia, Senado rasga CLT, no outro, primeiro presidente operário é condenado

A sentença deferida pelo Juiz Sergio Moro que condena o presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 9 anos é um escândalo, seja pela ausência de provas, seja pelo circo que Moro armou para descredibilizar a maior liderança política desse país.

São perigosos os precedentes abertos por Moro. O golpe do capital contra o trabalho segue seu curso, já que em um dia o Senado rasga a CLT e no outro vemos o primeiro presidente operário ser condenado. Isso não é por acaso.

Temos que nos perguntar porque malas de dinheiro, ameaça de assassinato e ligações não são provas de crime, mas basta “convicção” para a condenação de alguém.

O que testemunhamos hoje – retirada de direitos, repressão à sociedade civil e o ataque às liberdades -, é um total Estado de exceção.

Externamos nossa solidariedade ao companheiro Lula e seguiremos na luta em defesa da democracia, da soberania e da liberdade. E consciente do nosso papel na história estamos firmes na resistência frente aos desafios postos nesta etapa da vida brasileira.

Adilson Araújo, presidente nacional da CTB.

Fuente: www.portalctb.org.br

Share on Google+Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on RedditShare on LinkedInShare on TumblrEmail this to someonePrint this page