Brasil – Incêndio no Museu: uma política que destrói passado e futuro

SALDOS DO GOLPEA trágica notícia que dominou as telas da televisão e da internet neste domingo (2/9), com as tristes imagens do incêndio do Museu Nacional do Rio de Janeiro, é um desdobramento natural do congelamento dos gastos públicos primários imposto pelo golpista Temer. Nos últimos anos a instituição, com um acervo de 20 milhões de itens, deixou de receber a verba anual de R$ 520 mil para sua manutenção e técnicos já tinham alertado que o desastre era iminente. Foi mais um crime do governo ilegítimo. “Essa é uma tragédia anunciada. O pouco caso – efeito da Emenda Constitucional 95 – com a cultura e a memória do país deixou o nosso principal museu em estado precário, sem a manutenção devida. É um absurdo constatar a destruição de nossa memória. Uma sociedade sem memória tem como principal vítima seu futuro”, lamentou Ronaldo Leite, secretário de Formação e Cultura da CTB.

Fuente: Portal CTB

 

Share on Google+Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on RedditShare on LinkedInShare on TumblrEmail this to someonePrint this page